terça-feira, 23 de julho de 2019

HOMEM FOI PRESO SUSPEITO DE FORJAR ASSALTO E ASSASSINAR NAMORADA NA GRANDE NATAL

O namorado da estudante Josierica da Rocha Alves, morta em junho na Grande Natal, foi preso nesta terça-feira (23) suspeito de ser o autor do assassinato. No dia do crime, o homem relatou à polícia que ele e Josierica haviam sido vítimas de um assalto no município de Monte Alegre. Entretanto as investigações apontaram que ele mentiu sobre o roubo.
Josierica Alves era estudante de Educação Física e tinha 23 anos de idade. De acordo com o que contou o namorado na época do crime, no fim da noite do dia 4 de junho, uma quarta-feira, os dois chegavam em casa, quando foram surpreendidos por dois homens armados que já estavam dentro do imóvel.
Josierica já teria descido do carro para abrir o portão, quando os bandidos a abordaram. Foi quando ele, o namorado, de dentro do automóvel, teria atirado contra os assaltantes.
O homem relatou que, após a troca de tiros, os criminosos fugiram. Josierica foi baleada na cabeça e morreu depois de dar entrada no hospital da cidade.
Entretanto, de acordo com o policial civil Ricardo Wagner, que atuou nas investigações, ficou comprovado que o namorado da estudante não foi vítima e sim autor do crime. Wagner diz que sequer houve tiroteio, e que os exames periciais comprovaram que o disparo que atingiu Josierica partiu da arma do seu companheiro.
Foram feitos os exames residuográfico e balístico. O primeiro confirmou que havia pólvora na mão do namorado de Josierica Alves, e o segundo que a bala que a atingiu saiu da arma que ele estava segundando. O homem, que é proprietário de uma equipadora de veículos em Monte Alegre, foi autuado e permanece preso.
Ainda segundo Ricardo Wagner, a Polícia Civil trabalha agora para descobrir a motivação do crime. O suspeito segue negando as acusações.
Nesta terça, após a prisão dele, familiares de Josierica Rocha Alves se reuniram em frente à Delegacia de Monte Alegre. Indignados, relataram que o namorado esteve presente em todas as cerimônias após a morte da estudante: velório, enterro, e as missas de 7º e 30º dia. Também foi ele que pediu socorro, após o tiro. Os dois namoravam havia seis anos.
G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...