quarta-feira, 17 de maio de 2017

MARQUETEIROS SE CONTRADIZEM SOBRE AVISO DE DILMA

O advogado Alberto Toron, que já advogava para Dilma Rousseff no caso em que ela é acusada de obstrução de Justiça ao nomear Lula ministro, assumiu nesta terça (16) a defesa da petista no caso em que é acusada de avisar o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura de que seriam presos na Operação Lava Jato. A informação é de Mônica Bergamona sua coluna da Folha de S.Paulo desta quarta-feira (17).
Avalia a colunista que o casal, na delação premiada, não coincide no relato de como foi avisado de que seria preso. Mônica diz que Dilma, além de enviar e-mail cifrado, telefonou a Santana na noite do "dia 20 ou 21 de fevereiro (eles foram presos no dia 23)". Segundo ela, "fomos avisados que foi visto um mandado de prisão assinado contra a gente".
Já Santana diz que, depois do e-mail de Dilma, "deduziu" que "já havia uma medida cautelar" tomada contra o casal. Afirma, no entanto, que "nunca veio um alerta de ninguém do governo dizendo 'olha, saiu o decreto'. Não. Nós soubemos pelas notícias, eu soube na madrugada, vi pelas câmeras".
DEDÉ AUTO PEÇAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...